#Resenha: Tartarugas até lá embaixo - John Green






Título: Tartarugas até lá embaixo | Autor: John Green | Editora: @intrínseca | Gênero: Ficção | Ano: 2017 | Páginas: 256 | Avaliação: 4/5 🌟's

Resenha: Aza é uma garota comum, com uma peculiaridade que poucos entendem, ela tem transtorno obsessivo-compulsivo, conhecido popularmente como TOC, uma doença que a incomoda e que lhe faz acreditar que nunca conseguirá viver como uma pessoa normal.
Daisy, sua melhor amiga, é apaixonada por Star Wars e escreve fanfics de alguns personagens, para tornar tudo ainda mais interativo  ela introduz pessoas do mundo real nas narrativas.
As duas entram em uma espécie de caça ao tesouro ao decidirem tentar encontrar um bilionário que desapareceu misteriosamente, o problema é que o desaparecido é pai de um amigo antigo de Aza, o que tornará a missão ainda mais difícil.

"A vida é uma sequência de escolhas entre incertezas."

  John Green construiu uma personagem tão humana que é impossível não se encantar com tamanha delicadeza dessa narrativa. A descrição dos sintomas do TOC e da frustração de Aza por saber que a doença faz parte dela e lhe acompanhará pra sempre, faz com que o leitor se sinta próximo e entenda, ao menos um pouco, como é penoso lidar com esse tipo de transtorno. 


"Qualquer um pode olhar pra você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu."


  Em alguns trechos do livro senti uma leve agonia, Green descreve tão bem os pensamentos de Aza que comecei a refletir sobre situações do cotidiano que nunca haviam me incomodado antes, e que agora surgem de vez em quando na minha mente, então cuidado quando chegarem nesses momentos da história, eles podem ser um pouco incomodativos, mas não é algo que interfira na leitura ou a torne ruim.

"Quem vê a vida como ela realmente é se preocupa. A vida é preocupante."

  As partes que mais me encantaram, confesso, foram as mais clichês. Os diálogos são repletos de referências da cultura pop, citações a grandes escritores como: James Joyce, Shakespeare e Charlote Brontë, e de declarações fofinhas, além das reflexões sobre a vida e o universo que tornam a história de Aza ainda mais cativante. 

"E se a gente não pode escolher o que faz e nem o que pensa, talvez a gente não seja real, sabe?"

  Ao pegar este livro para ler, se permita viajar, entenda as inseguranças de Aza e seus questionamentos, se as frases não fizerem sentido, tudo bem, a vida é assim mesmo, não é? Mas mais do que folhear as páginas, tente compreendê-las.
"Talvez a gente seja o que não pode deixar de ser."

 Coloquei alguns quotes no meio da resenha, mas tem muitos outros que gostaria de compartilhar com vocês, por isso vou fazer um post lá no insta @blogpalavrasrepetidas especialmente pra essas frases incríveis de "Tartarugas até lá embaixo".

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

#Resenha18 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

#Resenha: Sorrisos Quebrados - Sofia Silva


Título: Sorrisos Quebrados | Autor: Sofia Silva | Editora: @edvalentina | Gênero: Romance | Ano: 2017 | Páginas: 232 | Avaliação: 4/5 🌟's
⠀⠀
📝 Em muitos momentos na nossa vida tomamos decisões das quais nos arrependemos, essas escolhas podem fazer muito ou pouco estrago, no caso de Paola, uma dessas escolhas quase lhe tirou a vida. Paola seguiu o caminho mais atraente, escolheu o cara bonito, bem sucedido e cobiçado por todas, cabelos loiros e olhos claros, um perfeito príncipe. O que ela não sabia é que Roberto não tinha nada de príncipe, na verdade toda a beleza exterior deixou de importar depois que ela viu quão sujo ele era por dentro. Arrogante, violento e sádico, Roberto não mediu esforços pra fazer da vida de Paola um verdadeiro inferno, mas por sorte ou destino ela conseguiu livrar-se dele, não sem antes ele arrancar-lhe o sorriso do rosto e a vontade de viver. ⠀⠀
⠀⠀
📝 Agora marcada pela dor, Paola vive em uma clínica de reabilitação e é lá que encontra uma luz que a ajuda a enfrentar a escuridão em seu coração, uma doce menina chamada Sol. O que ela não esperava é que uma simples criança pudesse fazer mudanças tão grandiosas em sua vida.
⠀⠀
💭 "Sorrisos quebrados" é um livro capaz de deixar nosso emocional em cacos. Relacionamentos abusivos, violência verbal e física, traumas familiares e muita superação, são tantos fatores que mexem com o nosso coração e alma. No início senti um desconforto, pois os primeiros capítulos são muito impactantes e são capazes de nos deixar mal (pra valer), mas no final do livro estamos sedentos por um desfecho feliz, pois todos os personagens merecem que seus Sorrisos Quebrados, sejam remendados.
⠀⠀
💭 Com doses bem generosas de erotismo, romance e drama, Sofia soube escrever uma obra de leitura fácil e cativante.
⠀⠀
❝Às vezes precisamos olhar para as pessoas com o coração e não com os olhos, pois só assim nós vemos quem realmente são.❞
⠀⠀
❝A escuridão nos ajuda a falar o que na luz temos receio.❞

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


#Resenha17 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

#Resenha: A Filha do Carrasco - Oliver Pötzsch

Título: A filha do carrasco 
Autor: Oliver Pötzsch 
Editora: Novo Século
Gênero: Romance histórico 
Ano: 2013 
Páginas: 480

Avaliação: 4/5 🌟's

Sinopse: 📝 Jacob Kuisl sabe como ninguém distinguir um inocente de um culpado. Carrasco de uma pequena cidade da Baviera, está acostumado a torturar criminosos, em busca de confissão, e a executá-los, sempre que necessário. ⠀⠀
📝 Mas sua capacidade de julgamento é colocada em prova quando a velha parteira da cidade é acusada de crimes horrendos. O carrasco acredita em sua inocência e terá que lidar com segredos outrora muito bem guardados, envolvendo as mais tradicionais – e poderosas – famílias da cidade, numa verdadeira corrida contra o tempo.⠀⠀
⠀⠀
💭Resenha: A estória "A filha do Carrasco" se passa no século XVII, uma época em que as pessoas acreditavam em bruxarias, feitiços e poções, por conta disso mulheres humildes e que tinham dons considerados "fora do comum" eram chamadas de bruxas e levavam a culpa por todos os problemas inexplicáveis que aconteciam nas aldeias. ⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀
💭 Os capítulos são divididos por data, dia da semana e horário, isso facilita muito pra que o leitor possa se situar em que momento aconteceram os fatos, pois como o livro tem muitos personagens e a narrativa alterna contando o que cada um está vivenciando, às vezes pode ficar um pouco difícil acompanhar.
⠀⠀
💭Esse é o primeiro contato que tenho com um romance histórico e me surpreendeu bastante! Confesso que em alguns momentos me senti incomodada, por causa das mortes e torturas, mas entendo que tudo isso faz parte da realidade daquela época.
⠀⠀
💭 Afinal, o Carrasco é vilão ou mocinho? E a minha resposta é: existe meio termo? Haha Brincadeira, leiam e tirem suas próprias conclusões 💙 Gostei da estória, às vezes a leitura se arrasta por causa do excesso de detalhes, mas isso pode ser tanto um ponto positivo, quanto negativo, depende do ponto de vista. Achei os personagens super bem desenvolvidos e o final é muito bom! ⠀⠀
⠀⠀⠀⠀
❝As pessoas veem demais, até mesmo coisas que não existem.❞

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

#Resenha16 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

#Resenha: Assassinato no Expresso do Oriente - Agatha Christie

Lido em: Dezembro de 2017

Título: Assassinato no Expresso do Oriente
Autora: Agatha Christie
Editora: Altaya Record (primeira edição)
Gênero: Romance Policial
Ano: 1934
Páginas: 189
Avaliação: 4,5/5 🌟's
Sinopse Skoob: Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Um americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.

Resenha: Hercule Poirot é um detetive bem sucedido, famoso por sua facilidade em desvendar crimes. Após receber um telegrama solicitando sua volta a Londres ele embarca no Expresso do Oriente e uma viagem que parecia ser uma oportunidade para descansar, tornou-se mais um caso para ser solucionado, pois um dos passageiros é assassinado a facadas na cabine ao lado de onde Poirot estava. A missão parece simples: descobrir quem no vagão matou Ratchett. O problema é que aparentemente ninguém tinha razões para fazê-lo ou será que tinham?⠀
⠀⠀⠀
Esse é o primeiro livro que leio da Agatha Christie e devo dizer que não poderia ter entrado no universo dessa escritora de um jeito melhor! Que suspense maravilhoso e surpreendente, fiquei hipnotizada da primeira a última página, pra vocês terem uma ideia, li em apenas um dia! Os personagens me cativaram muito, tanto que fiquei agradecida pelo final que a história teve! Agatha criou tudo de uma forma tão graciosa, a história de cada personagem, as descobertas ao longo da investigação, as suspeitas que criávamos e logo desapareciam... o desfecho foi sensacional! 
⠀⠀⠀⠀⠀
"O impossível não pode ter acontecido; portanto, o impossível deve ser possível apesar das aparências (...) Não se pode fugir dos fatos."⠀⠀⠀⠀⠀

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

#Resenha15 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

Talvez muito tempo seja pouco

  

  Toda noite é a mesma história, ele persiste em aparecer nos sonhos dela,  e vice-versa, levando qualquer esperança de que eles consigam esquecer um ao outro. Seus corações se recusam a aceitar que nunca darão certo, estão separados por milhares de quilômetros e a probabilidade dessa situação mudar diminui a cada ano que passa. Seus objetivos são muito diferentes, suas vidas dificilmente irão se cruzar no futuro, mas cada vez que ela pensa nele, seus pensamentos entram em conflito e ela percebe que mudaria todos os planos apenas para estar ao seu lado. 
  O problema é que ele nunca tomou qualquer decisão pensando nela ou pelo menos, é isso que ela acha. Para ela, ele nunca cogitou ficarem juntos, nunca a colocou como primeira opção, nunca se importou de verdade com seus sentimentos e nunca percebeu que ela é uma das únicas pessoas que realmente se importa com a felicidade dele. Mal sabe ela que ele já pensou em correr atrás, em ligar pra contar de uma vez tudo o que sentia, mas o destino sempre colocava um obstáculo pra dificultar tudo e fazer com que ele pensasse que a melhor forma de ela ser feliz, seria se ele a deixasse ir. 
 Da última vez que a vida os separou, ela ficou perdida no escuro e mesmo sem saber para onde ir a única pessoa em que conseguia pensar era nele e em tudo que ele estava enfrentando. Ela continua acreditando que ele nunca mereceu sua preocupação, mas mesmo assim não consegue controlar, porque mesmo depois de todos esses anos, ele continua sendo seu Plano A. Sua primeira e única opção. Talvez seja por causa disso que ela nunca deixou outras pessoas se aproximarem, porque a única pessoa que ela queria perto, estava longe. 
  Hoje mais do que nunca ela queria esquecê-lo, deixar que todo essa distância finalmente conseguisse apagá-lo de sua vida, mas ela sabe que dificilmente isso irá acontecer, considerando que já se separaram tantas vezes e isso nunca impediu que permanecessem conectados. 
  A única coisa que pode fazer é esperar e esperar não é uma tarefa fácil pra ela, mas por ele, faria qualquer coisa. O problema é que ela não sabe que ele também está esperando, esperando que ela diga que não quer curtir sua liberdade sozinha, que quer que ele esteja ao seu lado, seja ali ou em qualquer outro lugar. Ele não se importaria de ter que largar tudo por ela, mas ela nunca pediu, nunca demonstrou e ele se retraiu e o destino os separou.
  Já faz tempo que os dois vivem á espera do momento certo, de finalmente poderem estar perto, mas se continuarem vivendo esperando a iniciativa do outro, talvez muito tempo seja pouco.

#Resenha: A Seleção - Kiera Cass


Título: A Seleção
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte

Gênero: 
Romance - Literatura Juvenil
Ano: 2012
Páginas: 368

Lido em: Novembro de 2016
Avaliação: (4/5)

Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto.
Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa.
Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...


Resenha: America é uma adolescente que vive em um país onde as pessoas são divididas por oito castas, quanto maior o número da casta, mais pobre essa pessoa é. A família de America é da casta cinco, a casta dos artistas e apesar de estar três castas acima da mais miserável, eles passam por dificuldades.
  A jovem se vê em um impasse quando para poder ajudar sua família, ela terá que abrir mão de Jaspen, seu primeiro amor e se sujeitar a uma Seleção, onde entre 35 garotas, uma será escolhida pelo príncipe, para ser sua esposa.
"Não queria ser da Realeza. Não queria ser UM. Não queria nem tentar."
  Apesar da insistência de sua mãe, America continuava relutante em enviar o formulário de inscrição. Seus pais não entendiam o por quê de ela agir dessa forma, afinal, ela não tinha nada a perder! O que eles não sabiam é que America já estava apaixonada por outra pessoa.
"Deitada no colchão deformado, eu passava e repassava a Seleção na cabeça. Acho que tinha suas vantagens. Seria legal comer bem, pelo menos por uns dias. E não havia razão para eu me preocupar: eu não me apaixonaria pelo príncipe." Pg.17
  Depois de muito pensar e até de Jaspen ter insistido para que ela participasse da Seleção, finalmente America cedeu, estava certa de que não iria passar, afinal, porque a escolheriam? Ela não tinha nada de especial, nada que pudesse chamar a atenção do príncipe (ou pelo menos era o que ela pensava). Para sua surpresa, entre milhares de garotas, ela foi selecionada para ser uma das 35 "sortudas" que viveriam por tempo indeterminado em uma espécie de reality show, a espera da decisão do príncipe Maxon de qual seria A Escolhida!
"Minhas intenções não importavam. As outras garotas não sabiam que eu não queria ganhar. Na visão delas, eu era uma ameaça. E dava para notar que me queriam fora." Pg.114
  A Seleção é uma narrativa instigante, vez ou outra você se surpreende ao perceber que está suspirando e sentindo aquela sensação boa de estar ansiosa por algum acontecimento ou torcendo muito pela felicidade de alguém.
  Quando comecei a ler esse livro, pensei que deveria ser o mais critica possível, porque eu não concordava com a ideia de uma história onde as mulheres deveriam se sujeitar a viver trancadas em um palácio, sendo expostas ao mundo de todas as formas e esperando que um cara desse-lhes a grande "honra" de tornar uma delas sua princesa. Mas minha opinião mudou, quando resolvi dar uma chance ao Maxon e passei a entender um pouco mais sobre sua história.
  Aos poucos percebemos que nem tudo é como imaginamos e que julgar alguém sem antes conhece-lo é muito errado (mesmo). Na verdade, não foi só eu que aprendi essa lição não, conforme os dias vão passando America percebe que o príncipe até que é um cara legal, na verdade, ele é um cara bem atraente, não só por fora, como por dentro também! E participar da Seleção não se tornou uma tarefa tão difícil assim, America até começou a pensar que poderia se acostumar com a ideia de ser uma princesa, mas isso era só um pensamento, não se tornaria realidade, não é mesmo?
  A Seleção tem tudo para ser um bom romance distópico, uma moça que vive um dilema, dois caras completamente diferentes, mas com características cativantes, brigas, intrigas, pessoas sendo influenciadas pelo sistema, e uma guerra rolando como pano de fundo, que provavelmente será mais abordada nos próximos livros.
  Terminei esse livro me descabelando pra saber qual será o destino dos meus personagens favoritos! Não vejo a hora de começar a ler A Elite!!
"Estou aqui. E não estou lutando. Meu plano é aproveitar a comida até você me chutar."
----------------------------------------------------------------------------------------------


#Resenha14 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

#Resenha: Sonata em Punk Rock - Babi Dewet

Lido em: Janeiro de 2017
Título: Sonata em Punk Rock
Autora: Babi Dewet
Editora: Gutenberg
Gênero:
Ficção - Literatura Juvenil
Ano: 2016
Páginas: 300

Avaliação: (5/5)
Sinopse: Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos. No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar.
Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.


Resenha: Valentina é uma garota de 20 anos, apaixonada por música e que está prestes a realizar um dos maiores sonhos da sua vida, entrar na Academia de música Margareth Vilela. No entanto, mesmo tendo sido aprovada na Academia ela vive um dilema, sua mãe não tem condições de pagar a mensalidade absurdamente cara daquele lugar.
"Valentina havia tentado traçar um plano: pediria um empréstimo no banco ou se ofereceria para trabalhar de graça no conservatório. Era do tipo que não desistia sem lutar. Só que o destino pode ser irônico quando convém, e, por mais que ela não gostasse, trazia uma solução."
  Após ter se obrigado a aceitar a ajuda da última pessoa que ela queria ver no planeta, Valentina se muda para a Academia e descobre um mundo totalmente mágico! Onde as pessoas falam, tocam e respiram música!
  A principio a garota se sente deslocada, pois todos ao seu redor são certinhos demais, arrumadinhos demais e ouvem melodias clássicas demais, melodias as quais ela dava o nome de "música de elevador".
  Por algum tempo seus únicos companheiros eram o fone de ouvidos, a playlist de Punk Rock e seu coturno surrado, além de Érica, uma amiga virtual que Valentina conhecia há 5 anos sem nunca sequer tê-la visto pessoalmente. Mas por sorte do destino acaba encontrando um grupo quase tão deslocado quanto ela, Sarah, Pedro e Fernando acabam tornando-se grandes amigos e juntos eles decidem formar a banda Dexter (sim, é uma referência a série, fiquei até emocionada! haha)
  Mas nem tudo é tão simples na academia, Tim (como Valentina gostava de ser chamada) logo na primeira semana deve escolher um instrumento clássico para estudar, pois só assim poderia passar de ano e ela resolve escolher piano, por acreditar ser um instrumento mais fácil de aprender. Infelizmente ou felizmente, se enganou feio, além de não ser nada fácil, sua professora é extremamente rigorosa e com cara de poucos amigos. Vendo que não iria conseguir passar de ano sem ajuda, Tim decide pedir ajuda pra última pessoa que aceitaria ajuda-la, Kim, o garoto popularzinho, super gato (mais do que ela queria admitir), gênio do piano, filho da dona da escola e que tinha uma evidente repulsa por Valentina, ou assim ela pensava, já que desde o primeiro dia que o viu ele a tratava mal.
  Aos poucos Tim vai descobrindo que música clássica não é assim tão ruim e que ela até se acostumaria com o fato de ter que tocar piano todos os dias, na verdade, a sensação de estar no palco sob os holofotes, torna tudo ainda mais fácil.



  Sonata em Punk Rock é o tipo de livro que você irá passar horas lendo sem sequer perceber o tempo passar, a história é tão envolvente que por algum tempo você até acredita fazer parte daquele mundo, o ruim é quando a gente percebe que não faz, bate até uma deprê.
  Mas de qualquer forma, Valentina me ensinou muita coisa nessas 300 páginas: Não deixar que um obstáculo (ou vários) façam você desistir do seu sonho, jamais julgar alguém pela aparência, praticar a sororidade, nunca (em hipótese alguma) ser uma amiga unilateral, afinal não é só você que tem problemas, e se tem uma coisa que me deixou surpresa é que Tim me ensinou a gostar de Punk Rock e juntas aprendemos a apreciar música clássica, quem diria que Beethoven, Chopin, Stravinsky, Schumann e Vivaldi seriam assim tão interessantes!
  Além de tudo isso, em várias partes da história o grupo de Tim faz referência a várias séries e filmes (que eu particularmente AMO) quando vi a frase "Challenge Accepted" fiquei até arrepiada! haha Não é só HIMYM que eles citam não, também tem Harry Potter, Star Wars e Percy Jackson!
  Paula Pimenta definiu bem meus sentimentos com essa frase: "Cada detalhe da história me encantou. Só não sei o que eu faço agora com essa vontade de me mudar para a Cidade da Música"
  Pra quem se interessar em ouvir algumas das músicas citadas no livro, aqui está o link da playlist no SPOTIFY (inclusive estou escutando agorinha, enquanto escrevo esse post).
  Obrigada Babi Dewet por esse livro tão amorzinho e obrigada editora Gutenberg por tê-lo publicado, mal vejo a hora de poder ler os próximos livros dessa trilogia ♥


--------------------------------------------------------------------------------------------------


#Resenha13 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

#Resenha: Boa Noite - Pam Gonçalves

Lido em: Janeiro de 2017
Título: Boa Noite
Autor: Pam Gonçalves
Editora: Galera Record
Gênero:
Ficção
Ano: 2016
Páginas: 237

Avaliação: (5/5)

Sinopse: Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Resenha:
Alina acabou de entrar na faculdade, está no primeiro semestre de engenharia da computação, e já sofre com situações machistas dentro da sala de aula, pois contando com ela, só há quatro meninas inscritas no curso. Além de ter que lidar com isso, Alina ainda tem que se acostumar com o fato de estar morando em outra cidade, longe da família e da vida comoda que levava.

  No entanto morar na República das Loucuras tem lá suas vantagens, na primeira semana já curtiu mais do que a vida inteira! Ok, posso ter exagerado um pouco, o que quero dizer é que ela nunca foi de sair, sempre enfiada no meio dos livros, Alina costumava recusar os convites pra festas que seus amigos faziam, até que chegou um momento em que pararam de convida-la. Mas as pessoas com quem ela divide a república não aceitam não como resposta e logo ela se vê curtindo as festas da faculdade ao lado de seus mais novos amigos, Manuela a garota descolada que estuda comunicação, Gustavo o gato do quarto ao lado que cursa medicina e o casal inseparável Talita e Bernardo que cursam administração.
  No inicio nossa personagem até fica animada com a possibilidade de ser uma nova pessoa e fazer tudo o que tinha deixado de lado no ensino médio, mas com o passar das semanas ela percebe que essa vida que ela tanto idealizava não é assim não colorida.
  Boa noite é o tipo de livro em que a leitura flui facilmente e a história te prende sem muitos esforços! Tem romance, tem humor, tem diversão, tem referência a Harry Potter (amo), mas o principal, aborda assuntos extremamente sérios, que precisam ser discutidos e trabalhados na sociedade atual.
  É muito fácil nos identificarmos com o enredo do livro, porque de inicio somos apresentados a história de uma personagem que está entrando na fase adulta e descobrindo um novo mundo, a faculdade. Mas esse novo mundo na verdade parece todo errado, preconceito de todas as formas nos são apresentados, seja racial ou de gêneros, além da homofobia, que infelizmente é algo muito presente nos dias de hoje. Mas o foco principal do livro é o uso de drogas em festas de faculdade, só a ação em si já é preocupante, mas a situação se agrava ainda mais, quando a pessoa sequer sabe que está ingerindo essa substância! Acredito que vocês já sabem onde quero chegar, meninas bêbadas e inconscientes não conseguem pedir ajuda, não é mesmo? E quando conseguem, muitas vezes o medo ou a vergonha as impedem de denunciar.
  "O pior de tudo é perceber que a maioria as culpa pelo o que aconteceu, dizendo que, se beberam até cair, não tinham que reclamar de nada."  
  Gostaria que todas as pessoas tivessem acesso a um livro como esse, pra que pudessem entender o quão importante é discutirmos esse assunto e nos juntarmos pra encontrarmos soluções que façam com que atos como esse, não aconteçam mais!
  Alina, Talita, Manuela, Gustavo e Bernardo mostram por meio de suas experiências que não é fácil passar por essa fase, escolher os amigos certos, saber quem é confiável, descobrir como lidar com situações constrangedoras, enfrentar preconceitos, denunciar atitudes erradas, recusar coisas que você sabe que irão lhe fazer mal, mas a pressão faz com que fique na dúvida sobre qual atitude tomar... É, as vezes a faculdade pode não ser um lugar tão agradável, mas a realidade pode ser outra, se você se dispor a fazer a diferença! Isso se aplica não só ao ambiente acadêmico, mas na sua vida por completo, não permita que o medo lhe impeça de fazer o que é certo.
"Juntas somos muito mais fortes."

--------------------------------------------------------------------------------------------------
#Resenha12 - Espero que você aí do outro lado tenha gostado  

Sempre haverá uma nova chance

 

  Tem momentos em nossas vidas em que a única coisa em que conseguimos pensar é que o Universo está fazendo algum tipo de brincadeira sem graça, e que todos estão conspirando pra que chutemos de vez o balde e nos dêmos por vencidos. Mas deixa eu te contar uma coisa, o que você deve fazer é exatamente o contrário! Agarre com ainda mais forças seus objetivos, pule ainda mais alto pelos obstáculos, não importa se você já está correndo há muito tempo e está quase sem fôlego, encontre forças e corra, corra o mais rápido que puder e faça um favor a si mesma, não olhe pra trás! Olhar pra trás fará você tropeçar, tropeçar fará você se machucar e machucados... bem, suas experiências já te mostraram que machucados não se curam tão facilmente como nas propagandas. Toda vez que pensar em voltar, lembre-se de que se está no passado é por uma razão e se você ficar tentando recuperar aquilo, seus machucados nunca irão sarar e consequentemente você nunca conseguirá seguir em frente.
  Sabe, acho que afinal eu entendi que construir uma máquina do tempo não altera o passado, só nos impede de viver o presente. Então trate de desligar sua mente desse eterno loop em que ela se encontra, desligue-se de uma vez por todas dessas memórias que não lhe fazem bem, trate de criar novas histórias pra sua vida, histórias das quais você irá se orgulhar no futuro e que não lhe farão se arrepender e sofrer. Essa é a sua oportunidade de fazer tudo diferente, a cada dia você ganha uma oportunidade de fazer tudo diferente, não jogue isso fora, não se tranque em um quarto escuro de memórias, saía para ver o dia lindo que está lá fora, um dia cheio de novas chances, é, tá aí uma coisa que eu aprovo, novas chances.
  Apenas viva! Entenda que nem sempre tudo parecerá correto, e que a graça da nossa existência é essa, viver dias errados na procura do momento certo, mas o mais importante é você entender que sempre haverá um novo dia, sempre haverá uma nova chance.

#Resenha: O orfanato da Srta. Peregrine para crianças Peculiares - Ransom Riggs


Lido em: Setembro de 2016
Título: O orfanato da Srta. Peregrine
Autor: Ransom Riggs
Editora: Leya
Gênero: Ficção

Ano: 2015
Páginas: 336

Avaliação: (4/5)

Sinopse: Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares vai deliciar adultos, adolescentes e qualquer um que goste de aventuras sombrias.
Resenha: Primeira colocação sobre esse livro: o que dizer de Ransom Riggs que mal conheço e já considero 'pakas'?! haha Brincadeiras a parte, sei que muitos de vocês já devem ter ouvido falar do livro "O orfanato da srta. Peregrine para Crianças Peculiares" principalmente agora que será lançada a adaptação produzida por ninguém mais, ninguém menos que TIM BURTON! O que não é nenhuma surpresa, já que todos sabemos que quando se trata de filmes peculiares, não existe ninguém mais qualificado que Tim Burton, não é mesmo? Mas vamos ao que interessa, afinal essa resenha não é sobre o filme e sim sobre o primeiro livro de uma série que está dando o que falar!
  O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, é o tipo de livro que te deixará imerso em um mundo completamente diferente de tudo que já viu!
  O enredo conta a história de Jacob, um garoto de 16 anos, que cresceu ouvindo seu avô contar relatos do seu passado. No entanto, as histórias que Abraham contava pareciam muito distantes da realidade, afinal quem conseguiria acreditar que existe um orfanato onde vivem crianças com peculiaridades como flutuar, controlar animais e fenômenos da natureza, ficar/ser invisível e até mesmo ressuscitar os mortos? E que essas crianças são protegidas de monstros por uma Ave! Em que mundo isso seria possível? Bem, aparentemente para Abraham Portman esse mundo existe e por alguns anos Jacob também acreditou que existia, no entanto, conforme Jacob foi crescendo, perguntas foram surgindo e um universo que parecia totalmente possível de ser real, em um estalar de dedos, deixou de ser.


"Agarramo-nos a nossos contos de fadas até que o preço por acreditar neles se torne alto demais."

  Porém, ele se vê obrigado a ir atrás de respostas, quando seu avô assassinado por uma criatura desconhecida, lhe deixa uma estranha mensagem ao proferir suas últimas palavras.


"Encontre a Ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do homem velho. Três de Setembro de 1940."

  Jacob decide visitar o local onde tudo começou, o orfanato localizado em uma pequena ilha no país de Gales. Ao chegar lá ele percebe que talvez seu avô não fosse tão louco quanto imaginava, talvez aquelas crianças realmente tivessem existido, mas décadas já haviam se passado, como teriam sobrevivido a guerra? O mais importante, estariam elas vivas ainda?

"Vocês tem certeza de que não fui eu quem escreveu esse livro? Parece algo que eu teria feito..." Tim Burton

  Uma das coisas que mais me chamaram a atenção no livro, foi a ideia de aproximar o leitor da história através de fotos. Ao longo da narrativa nos deparamos com fotos que o personagem do livro também viu e isso nos desperta muitas sensações, por essa razão a conexão com aquele mundo fica ainda maior. E o mais interessante é que todas as fotografias são autênticas, não foram modificadas de nenhuma forma (sério gente, bizarro o trabalho desses fotógrafos).

  Se você aí do outro lado, ainda não pegou esse livro pra ler porque acredita ser de terror, pode ficar tranquilo que não é o tipo de leitura que lhe trará pesadelos. A narrativa é bem agradável e lhe surpreende a cada capítulo!
  O livro é um pacote completo, junção de história, com fotografias e diagramação, tanto autor, quanto editora estão de parabéns!
  A única razão para eu ter dado quatro estrelas ao invés de cinco é que algumas das minhas expectativas não foram correspondidas, espero que Cidade dos Etéreos (segundo livro da saga) preencha essas lacunas.
  Caso ainda esteja com dúvidas se deve ou não ler esse livro, dá uma olhada no trailer do filme e se convença de vez!



Booktrailer:


There's a new world coming.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
#Resenha11 - Espero que você aí do outro lado tenha curtido  

Promoções Bienal do Livro - 2016


   Olá leitores!
  Ontem fiz uma pesquisa bem detalhada na Bienal, andei por todos os estandes, olhei todos os livros e promoções com a intenção de fazer um post com o que estava saindo mais em conta. Mas como não sei o gosto literário de cada um, vou comentar só sobre os estandes que acredito estarem com precinhos mais "camaradas". Espero que ajude!
(as letras em maiúsculo indicam o corredor em que cada estande está)
• Ciranda Cultural - A - Tem centenas de títulos por R$10, eu aconselho passar uma meia hora nesse estande procurando, porque as vezes você pode acabar encontrando livros maravilhosos por esse precinho bacana!
• Martin Claret - A - Está com uma promoção de Leve 3, pague 2. Eles têm edições de Sherlock Holmes e Jane Austen de capa dura, os preços não estão tão baixos, mas as edições são lindas! Pra quem curte bastante..
• Novo Século - B - Todos os livros da Rainbow Rowell estão por R$25 cada!
Vários títulos por R$10 também, leiam as sinopses que vocês podem acabar encontrando livros bem legais!
• V&R - B - É uma das editoras que tem as promoções que mais compensam, várias trilogias/sagas estão saindo com um descontao! Por exemplo: a trilogia "Insígnia" está por R$67, a trilogia "Sonâmbulo" está por R$64, a série Pax está R$15 cada e o mais novo lançamento a duologia "O crime do vencedor + A maldição do vencedor" estão saindo pelo preço de 1, a história desse livro parece ser bem interessante!
• Panini - D - Pra quem curte HQ's essa é a hora! A Panini vende as HQ's pelo mesmo preço que está nas banca só que com uma pequena diferença: eles estão dando 25% de desconto!!! Corre lá e aproveita!
• Saraiva - Na minha opinião um dos melhores lugares pra pegar promoções de livros CONHECIDOS, esse é um dos estandes que vocês podem passar HORAS! Pesquisem! Sério. Tem milhares de títulos que estão valendo MUITO a pena! Um exemplo? "O orfanato da Sr. Peregrine para crianças peculiares" está por R$19,90! "A garota do calendário" está por R$17,90 cada. E os preços vão baixar ainda mais!
• Universo dos livros - E - Vários títulos pouco conhecidos, mas com enredos bem bacanas de R$10 à R$25
• Ed. Gente - E - Todo estande com 50% de desconto! Um livro muito bom que tem lá e está compensando muito, é "A teoria de tudo" que deu origem ao filme que venceu o Oscar. O livro está por R$20.
• Promo Livros - F - Todos os livros de Guerra dos Tronos, na edição normal, por (PASMEM) R$20 cada!
• Gutemberg - F - Não está compensando muito, mas tem desconto progressivo, então dependendo de quantos livros você queira...
• Sextante - F - Livros da Nora Roberts e Nicholas Sparks e a saga Maldição do Tigre, estão por R$29,90 cada, não acho que seja uma grande promoção, mas eles têm algumas estantes com livros por R$9 que vale a pena dar uma olhada!
• Intrínseca - F - Pouquíssimos descontos, os livros que estão compensando são os do Matthew Quick que estão por R$25,90.
• Leya - G - Alguns descontos que valem a pena, como os livros que estão na mesa por R$10
• Corredor K - Gente desculpa, na coŕreria eu não lembrei de anotar o nome da editora, acredito que seja Galera Record. Eles estão com umas promoções bem legais, varios livros com 40% de desconto! Ex: A garota do calendário (até o mês de abril) está por R$15. Os livros da Paula Pimenta estão R$20.
• Rocco - L - O preço está alto e o estande está com 20% de desconto. A única coisa que está compensando lá é tirar foto na estação Kings Cross haha
• Martins Fontes - N - Os preços são um pouco altos, mas o estande está com 50% de desconto. Ex: A saga do Gato Guerreiro com o desconto fica R$19,95, Lua de Larvas também saí por R$19,95.
• Ed. Arwen - Vários títulos de autores nacionais com 20% de desconto, compensa dar uma olhada :)
 É isso galera, espero que tenham gostado! Qualquer dúvida é só perguntar aqui nos comentários ou lá no insta @blogpalavrasrepetidas!
 Boa Bienal do Livro pra vocês!!

Viciados em Séries - Gilmore Girls

  O Viciados em Séries de hoje, é sobre uma série que terminou faz um bom tempo, mas provavelmente já fez parte da vida de muitos de vocês! Meu primeiro contato com Gilmore Girls foi há uns 12 anos, quando passava no SBT aos domingos a tarde. Naquela época eu já gostava, mas por ser nova demais, não entendia grande parte das referências. Fazem alguns meses que decidi reassistir e thank you God! Hoje mais do que nunca, estou apaixonada por Gilmore Girls! Na versão brasileira Tal mãe, Tal filha.

                   Gilmore Girls
Lorelai é mãe solteira, engravidou aos 16 anos anos e criou sua filha Rory sozinha. As duas moram em uma pequena e histórica cidade chamada Stars Hollow.
A série retrata o cotidiano de mãe e filha e seus dilemas diários, além de vários personagens excêntricos, extremamente "fora do comum", apesar ou talvez por causa disso, ao assistirmos Gilmore Girls, nos sentimos inteiramente conectados com a história e com os protagonistas! Não se assuste se ao assistir os primeiros episódios de GG você perder algumas falas ou cenas, porque leva um tempo até se acostumar com os diálogos incrivelmente rápidos e cheios de referências, mas até o final da primeira temporada já estará acostumado e apaixonado, por esses personagens tão cheios de peculiaridades!


  Você ainda não entendeu o porquê de eu achar essa série tão maravilhosa?

  Bem, a verdadeira razão é que por ser uma série tão simples, com um enredo tão leve e descontraído, acaba se assemelhando muito com a realidade e você percebe que passa pelos mesmos problemas, experimenta os mesmos sentimentos e momentos. Alguns exemplos são: a luta constante da Rory para ir bem na escola e conseguir entrar em uma boa faculdade, o seu amor pelos livros, as referências de filmes (que são 463) músicas e séries (tô até pensando em fazer um projeto aqui no blog, falando sobre cada uma), a relação de amizade entre mãe e filha, as dificuldades que Lorelai passa por ser mãe solteira, além do medo de se envolver e acabar de coração partido.
  E se vocês acham que é só de Lorelai e Rory que é feita essa série estão muito enganados, temos a melhor amiga de Rory, Lane, uma adolescente coreana que esconde seu gosto musical (super rebelde) de sua mãe religiosa e extremamente rígida. Temos Sookie, uma cozinheira maravilhosa e super atrapalhada, que tem um coração gigantesco e que zela pela felicidade de seus amigos. Além de Luke, que é dono da (aparentemente) única lanchonete de Stars Hollow e onde pode ser encontrado o melhor café da região! Luke é rabugento e ao mesmo tempo superprotetor e prestativo (principalmente quando se trata das meninas Gilmores). Claro que também temos Michel, Dean, Logan, Paris, Jess, Miss Patty, os pais de Lorelai, Emily e Richard, entre muitos outros, mas pra você conhecer mais sobre essa turma você  terá que assistir Gilmore Girls! 
  Se eu ainda não te convenci se liga nesses números: A série recebeu nota 81 no site Metacritic (o que significa, que foi aclamada universalmente) baseada em 26 críticas, e recebeu nota 8.5 dos usuários do site. Em premiações já foram mais de 60 nomeações e 19 prêmios, dois deles como MELHOR programa do ANO! 
  Agora vamos as noticias que farão com que você coloque GG na sua lista de séries para assistir agorinha! A Netflix já disponibilizou TODAS as 7 temporadas e o melhor de tudo, em Novembro sairá um REVIVAL produzido pela própria Netflix! Terá 4 episódios de 90min cada! Então meus queridos, tem tempo de sobra pra vocês começarem suas maratonas e ainda terminarem a tempo de assistir ao revival com todo mundo!!
  Aí vai alguns links pra lhes ajudarem a entrar um pouco mais no mundo escrito por Amy Sherman-Palladino:
Site oficial do Brasil: http://gilmoregirls.com.br/
Instagram: https://www.instagram.com/gilmoregirls/
Página Oficial: https://www.facebook.com/GilmoreGirls
Página Brasileira: https://www.facebook.com/gilmorebrasil
Evento do Revival: https://www.facebook.com/events/263080390742616/

Trailer:
"You Jump, I Jump, Jack"

24ª Bienal do Livro de São Paulo - Especial GEEK


  Olá leitores! O post de hoje é extremamente especial, pois como vocês puderam perceber pelo título falarei sobre a 24ª Bienal do Livro de São Paulo!
  Caso você ainda não esteja por dentro do assunto, o tema dessa Bienal é “Histórias em Todos os Sentidos” que traz como proposta disponibilizar um espaço diferente para todos os tipos de leitores e proporcionar uma experiência única para todos. E por isso, vim aqui pra contar um pouquinho pra vocês de como funcionará uma das programações mais aguardadas pelos visitantes: a programação GEEK!
  Fãs de quadrinhos, HQ’s e ficção científica se preparem!! Dentre os 12 espaços presentes no pavilhão, vocês poderão conferir palestras, lançamentos de livros e HQ’s e o mais legal de tudo: um dia INTEIRINHO para os COSPLAYS! Isso mesmo galera, no dia 30 de Agosto vocês poderão incorporar seus personagens de filmes, quadrinhos e desenhos favoritos e ainda poderão encontrar pessoas que partilham dos mesmos interesses que vocês! E a melhor noticia de todas: Quem for caracterizado terá entrada GRATUITA no evento!! Ou seja, é hora de entrar de cabeça no mundo literário e se divertir!



  A programação ainda contará com diversos nomes do universo geek, como os quadrinistas Vitor Caffagi, Shiko e Toninho Mendes, que estarão presentes no Salão de Ideias no dia 28 de Agosto para falar sobre o tema "Super-heróis no mundo real".
  Ainda no Salão de Ideias, no dia 27 o escritor e poeta Braulio Tavares, junto com o historiador e editor da Aleph, Daniel Lameira, apresentarão a palestra “As chaves do mundo na Ficção Científica”.
  O evento também contará com a presença da publicitária e designer Fernanda Nia que irá autografar as HQ’s “Como eu era realmente”, uma série de tirinhas criadas a partir das vivências da autora. Além dela, a quadrinista Lu Caffagi apresenta seu mais recente trabalho “Quando tudo começou” feita com a Escritora/Youtuber Bruna Vieira.
  O jornalista Iberê Thenório e a terapeuta ocupacional Mariana Fulfaro estarão presentes no dia 28 na Arena Cultural e apresentarão a palestra “Manual do Mundo: 50 experimentos para fazer em casa” onde falarão sobre seus vídeos e as experiências científicas que fizeram do Manual do Mundo um dos maiores canais de educação do Youtube!
  Tudo isso e muito mais você encontrará nessa Bienal! Serão 10 dias de muita diversão, cultura, interatividade e experiências memoráveis!

Informações sobre o evento:
Acontecerá entre os dias 26 de agosto e 04 de setembro de 2016
No Pavilhão de Exposições do Anhembi!
Para adquirir seu ingresso acesse o site:
Tickets For Fun
Preços: 2ª feira a 5ª feira: R$ 20,00
6ª feira a Domingo: R$ 25,00
Meia-entrada: Estudante / Funcionário SESC SP e matriculados no SESC SP credencial plena
Menores de 12 anos e maiores de 60 não pagam
Até 25 de agosto, serão disponibilizados três pacotes com descontos especiais:
Pacote Galerinha: Compre 10 ingressos meias-entradas e ganhe 10% de desconto;
Pacote Galera: Compre 5 ingressos inteiros e ganhe 20% de desconto;
Pacote Família: Compre 3 ingressos inteiros e ganha 10% de desconto;


Para ficar por dentro da programação completa acesse o site: www.bienaldolivrosp.com.br ou baixe o aplicativo que já está disponível para Android e iOS. Lá contem todas as informações necessárias para você se programar e fazer da 24ª Bienal do Livro de São Paulo uma edição INESQUECÍVEL!!

#Resenha: Eleanor & Park - Rainbow Rowell

Lido em: Março de 2016
Título: Eleanor & Park
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo século
Gênero: Romance jovem adulto
Ano: 2014
Páginas: 328

Avaliação:(5/5)
Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

  Resenha: Eleanor é uma garota que foge dos "padrões da perfeição", se auto considera acima do peso, usa roupas mais folgadas e masculinas, gosta de ler e tem o costume de escrever nas bordas de seus livros letras de músicas que não conhece, tem uma péssima relação com seu padrasto e por isso leva uma vida conturbada, mas o mundo de Eleanor começa a ficar mais colorido, quando no seu primeiro dia na nova escola, ela conhece Park.
“Era como uma obra de arte, e arte não deve ter boa aparência, mas sim fazer a gente sentir alguma coisa.”
  A principio você pode achar que esse é só mais um romancezinho desses que a gente encontra em qualquer livraria, mas não, Eleanor & Park é muito mais do que isso! Trata-se de um amor que pouco se vê nos dias de hoje, é sobre o tipo de amor puro e inocente, sólido e ao mesmo tempo inseguro, que floresce sem que se perceba e tem o poder de transformar tudo ao seu redor. Além disso, Rainbow aborda ao longo da história assuntos extremamente importantes, como bullying, agressão física e verbal, padrões de beleza e preconceito.
  Uma dessas questões abordadas pela escritora, é a violência doméstica, o quanto isso afeta não somente a vida da pessoa que sofre a agressão, mas também as das que presenciam, principalmente quando essas em questão, são crianças! E o maior problema, é quando percebemos que o que está sendo narrado no que deveria ser um livro de ficção, acontece constantemente em lares do mundo inteiro! Em vários capítulos a minha indignação foi tanta que eu tinha que parar de ler por alguns minutos, porque não acreditava que aquilo acontecia sem que nada pudesse ser feito a respeito, na verdade claro que uma atitude podia ser tomada, mas o medo de que algo pior acontecesse era maior. Imagino que nos casos reais, aconteça da mesma forma e isso me deixa ainda mais triste.
"Se Eleanor fosse o herói de algum gibi, tipo The Boxcar Children ou algo do gênero, tentaria. Se fosse Dicey Tillerman, daria um jeito. Seria corajosa e nobre, e daria um jeito. Mas não era. Eleanor não era nada disso. Só estava tentando sobreviver àquela noite."
  O livro é intercalado entre as narrativas de Park e Eleanor, apresentando o ponto de vista de cada um acerca das situações. Os dois fazem muitas referências interessantes, as quais se você não conhece, vale a pena pesquisar, como músicas dos Beatles, Smiths, Joy Division, AC/DC, livros de Shakespeare, gibis do X-men, batman, watchmen, personalidades como Mary Lou Retton e filmes como Apocalypse Now.
  Além de tudo isso o desfecho é completamente inesperado, não posso dizer que foge do "felizes para sempre" de todos os livros, porque ultimamente muitos escritores estão indo para esse lado do "vamos ser mais realistas" ainda assim, Eleanor & Park nos faz pensar sobre os relacionamentos que criamos e o quanto estamos dispostos a dar de nós mesmos e esperar pelo "tempo" do outro. O que quero dizer é que, cada pessoa tem seu tempo, cada um lida com as situações de uma forma e nem todo mundo está disposto a esperar até que o outro esteja pronto para dar um passo a mais, isso me fez refletir, o quão verdadeiro ou forte pode ser o amor?
“Quando tocou a mão de Eleanor, ele a reconheceu. Ele soube."
  Rowell tocou o coração de tanta gente, de tantas formas diferentes, que a história de Eleanor & Park ganhou várias fan arts de seus admiradores, tornou-se até mais fácil pros leitores imaginarem como seriam os personagens, dá uma olhada:





Agora uma noticia boa pra acompanhar essas fan arts cheias de amor. A Dreamworks já comprou os direitos de Eleanor & Park e em breve (eu espero) teremos a adaptação do livro para o cinema!! Apesar de isso já ter sido confirmado há um ano e nada mais ter sido dito sobre o assunto, tenho esperanças, afinal, Extraordinário também demorou um tempinho até "engrenar" então vamos cruzar os dedinhos e cobrar muito da Dreamworks!
------------------------------------------------------------------------------------------------
#Resenha10 - Espero que você aí do outro lado tenha curtido essa resenha! 
Para aqueles que se interessam em comprar, a amazon está com uma promoçãozinha bem bacana > 21,90